sexta-feira, 8 de agosto de 2014

O Angra errou ao escolher Fabio Lione?


O ANGRA está começando praticamente do zero, com uma nova formação do grupo. Fabio Lione nos vocais, Bruno Valverde na bateria...são nomes que algumas pessoas torceram o nariz com a escolha, mas isso é assunto para outra matéria. Desta vez vamos analisar a escolha de Fabio Lione para vocalista da banda. Aparentemente, Fabio não será o vocalista definitivo, ao que tudo indica, a banda "passará um tempo" com o vocalista, assim como afirmou o guitarrista Kiko Loureiro.

Fabio Lione ficou conhecido por passar por várias bandas da Europa, sendo substituto de vocalistas de algumas delas, até mesmo de sua sua própria banda, o VISION DIVINE. Nos últimos anos, Lione serviu de estepe para alguns grupos que não conseguiram encontrar um vocalista à tempo. O músico italiano se saiu muito bem na turnê que fez com o KAMELOT, quando Roy Khan saiu da banda. Voltou ao seu posto original de vocalista do Vision em um momento muito bom, Lione sempre foi a cara da banda, apensar de Michele Luppi ter caído como uma luva. Mas e agora no Angra? Será que ele chegou na hora certa?

A resposta é sim e não.

Sim, pelo motivo que citaremos em outro artigo. E não, porque o Angra é "muito" pra ele. A banda possui uma temática um pouco diferente das bandas que Lione passou, nisso, a história muda. Infelizmente a banda teve que lidar com os 20 anos do primeiro álbum, "Angels Cry", em um momento muito inoportuno, quando o grupo ainda não tinha vocalista. Em cima da hora decidiram recrutar Fabio Lione para cantar um repertório desafiador. Claro que algumas músicas ficaram ótimas na voz de Lione, mas ele é tenor. Seu tom agudo é agradável, mas algumas músicas, que a banda insiste em tocar, exigem muito de sua extensão vocal.

Com isso, a banda não acertou na escolha do vocalista, pelo menos para este momento. A turnê de 20 anos do "Angels Cry" teve uma parcela de culpa nisso tudo. Talvez se fosse em algum outro momento, com o lançamento de um novo álbum, assim como foi com o "Rebirth". Parece que a escolha do Angra foi, de certa forma, uma "pirraça". Levando a crer que a importância de um vocalista na banda não foi levada em consideração. Não levem a mal, mas agora parece que se uma banda está sem vocalista, é só chamar o Lione que ele topa. "O Kamelot ficou sem vocalista: chama o Lione. O Vision Divine ficou sem vocalista, chama o Lione (de novo). O Angra ficou sem vocalista, hum, chama o Lione que é sucesso".

Parece que nem deu tempo para pensar em uma escolha mais compatível, não que o Lione não seja, mas existem muitos vocalista que poderiam fazer a diferença. Abaixo vamos citar alguns nomes de peso:


Pra começar, uma escolha interessante seria a de Iuri Sanson, do HIBRIA. Lógico que isso dependeria de muita negociação, por Iuri ser muito focado em sua banda principal. Fora o fato do vocalista ter, aparentemente, um gosto diferente, mas sua versatilidade seria bem utilizada. Tê-lo na banda reforçaria ainda mais o cenário nacional, levando em conta de que a escolha seria de um brasileiro. Iuri é um vocalista que tem uma ótima presença de palco, o Hibria definitivamente roubou a cena no Rock in Rio, quando tocou ao lado do ALMAH.

Já que a banda decidiu optar por um vocalista gringo, um outro cantor estrangeiro bem cotado para o cargo foi um conterrâneo de Fabio Lione, Michele Luppi. O ex-vocalista do Vision Divine atualmente integra o SECRET SPHERE, mas acho que uma proposta de uma das maiores bandas de metal do mundo, seria irrecusável. Luppi combinaria mais com o som do Angra, sua facilidade de atingir notas altas deixaria a banda mais à vontade. Há quem diga que o Angra errou na escolha de "italiano". Michele Luppi tem uma voz bem limpa, algo que se encaixaria perfeitamente nas músicas do Angra. Ele não teria problemas em cantar o repertório antigo da banda.










Continuando na Europa, um vocalista que tive que descartar (mas seria uma escolha muito boa, por ter um timbre de voz muito parecido com a do Andre Matos), foi Tobias Sammet. Sammet possui uma amizade mais próxima com Andre, então acho que não faria sentido, não por causa da amizade com Andre Matos, mas Sammet não teve muita ligação com o Angra ultimamente. Mas poderia ser uma surpresa. Mas se tratando de amizade, um nome forte seria o de Kai Hansen. O vocalista/guitarrista do GAMMA RAY até fez uma participação na música "The Temple Of Hate", do aclamado álbum "Temple Of Shadows". Pela lógica, Hansen estaria mais perto, poderia ter ate aproveitando uma pausa com sua banda para se aventurar em terras brasileiras.









Agora, voltando para o Brasil, um vocalista que já era a escolha mais provável para integrar a nova formação, e talvez até definitiva do Angra, é o vocalista do AGE OF ARTEMIS, Alirio Netto. Muitos chegaram até a confirmar a ida de Alírio para o Angra, só que tudo não passou de apenas rumores, pelo menos por agora. Talvez, em um futuro próximo, finalmente poderemos ter um vocalista à altura para a vaga. Alírio possui um vocal mais "acostumado" com o som do Angra, sua presença na banda daria aquela sensação de que ele sempre foi vocalista do grupo. Assim como o baterista Bruno Valverde, que tem a sua própria pegada ao executar as músicas da banda, Alírio Netto também mostraria isso no vocais. Lione também compartilha da mesma idéia, mas ele não demonstra muita segurança em cantar as músicas antigas da banda. Alírio daria conta do recado, e ainda sim é o vocalista mais forte para entrar na banda. Um vocalista muito técnico, que mostra vontade em desempenhar sua função, e como Kiko Loureiro disse um dia, "a escolha perfeita" (se referindo a entrada de Edu Falaschi no Angra).



Se você, leitor, não gostou do texto ou não compartilha da mesma opinião, calma, logo mais estarei postando um artigo falando sobre "o que pode dar certo no Angra, com Fabio Lione nos vocais".

Nenhum comentário:

Postar um comentário