segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

A tragédia em Santa Maria


A tragédia que lembrou o incidente que matou mais de 100 fãs em um show do GREAT WHITE em 2003, teve 233 pessoas mortas na madrugada de domingo (27 de janeiro), após o um incêndio em uma boate em Santa Maria.

Testemunhas disseram à Associated Press que o incêndio na boate Kiss começou quando membros da bada Gurizada Fandangueira acenderam chamas no palco, fazendo com que o isolamento acústico do teto do clube pegasse fogo.

O guitarrista Rodrigo Martins disse que a banda começou a tocar às 2:15 AM. "Nós tínhamos tocado cerca de cinco músicas quando eu olhei para cima e notei que o telhado estava em chamas. Isso pode ter acontecido por causa do Sputnik, a máquina que usamos para criar um efeito luminoso, com faíscas. É inofensivo, nunca tivemos qualquer problema com ele".

Martins acrescenta que a banda tentou parar o fogo. "Quando o fogo começou, um segurança passou por nós com um extintor de incêndio, o vocalista tentou usá-lo, mas não estava funcionando".

As chamas tomaram conta da boate tão rapidamente que não havia nada que os bombeiros pudessem fazer, testemunhas relatam. Jovens que estavam no clube tentaram ajudar os bombeiros a quebrar as paredes pelo lado de fora do clube com eixos em uma tentativa frustrada de libertar as pessoas que estavam presas, mas o fogo se espalhou muito rapidamente e produziu muita fumaça. As pessoas que tentavam escapar através da única saída do clube foram bloqueadas pelos corpos dos mortos. 50 corpos foram encontrados dentro de um banheiro, levando os investigadores a crerem que a fumaça espessa confundiram as pessoas presas fazendo com que elas pensassem que a porta do banheiro era a porta da frente do clube.

As autoridades relataram que maioria daqueles que perderam suas vidas morreram por asfixia e não sofreram queimaduras graves. O acordeonista Danilo Jacques de 28 anos, estava entre aqueles que morreram no incêndio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário